Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Fim-de-semana no Porto

por vidanapenumbra, em 19.08.08

      Já tinha decidido que iria aproveitar para afogar as lágrimas (se chumbasse) ou celebrar a minha carta de condução.

      Correu tudo pelo melhor e nada melhor que aproveitar o fim-de-semana prolongado para acarinhar os últimos feitos.

      Já estava decidido eu e os meus amigos irmos até ao Algarve, à última da hora, não sei bem porque, resolveram não ir para o sul, mas sim para o norte do país. Achei estranho, mas não me importei… queria era diversão, agitação e sair da rotina.

      Na quinta-feira (dia 14), rumámos em direcção ao Porto. Arranjámos uma residencial (onde fomos muito bem recebidos, com direito a sotaque e asneiras até mais não lol), fomos tomar um banho, comemos a famosa francesinha, e fomos sair.A noite, apesar de ser véspera de feriado não estava grande coisa, tinha sido dia de trabalho, meio do mês etc…, fomos para “casa” ás 4h mas muito desconsolados.

      No dia seguinte (feriado) acordei ás 8h e por mais voltas que desse na cama, não consegui dormir, já eram 9h e nada de sono. Arranjei-me e resolvi acordar o pessoal (o que fui eu fazer), só lhes faltava darem-me um tiro; ninguém se levantou e decidi ir conhecer a zona sozinho, tomar o pequeno-almoço e beber café.

      À tarde, fui até ao “quarto escuro”, não vou contar o que se lá passou, mas…. “De sonho”; o pior foi a regressar a casa que perdi-me, perguntava onde era a residencial “X” e ninguém conhecia, lembrei-me de perguntar onde era o Centro Comercial e ai foi mais fácil. Já no regresso, encontrei os meus amigos e fui ter à residencial sem procurar.

      À noite, fizemos uma nova tentativa de saída e sem qualquer comparação, a discoteca estava cheia de gente bonita, sorridente e bem disposta. Estavam reunidos os ingredientes para uma noite espectacular, eu fui ao bar várias vezes pedir cerveja e eis que numa das vezes, encontro a minha irmã (aliás, ela é que me encontrou), eu nem queria acreditar… o Porto é tão grande e estava a dar de caras com a minha irmã a trabalhar numa discoteca (que nem sabia) … mas o destino é assim, inesperado.... Íamos falando aos poucos, porque não queria que tivesse stress’s por minha causa; mas ela parecia estar sem grandes problemas, apresentou-me a todos inclusive ao pessoal do show.

      Adorei esta noite, pelos shot’s (que a disco punha a disposição no balcão), pelo ambiente e por ter encontrado a minha irmã (que já não via à algum tempo).

      No sábado, só pensava na noite anterior, queria reviver tudo outra vez, e estar com a minha mana.

      Infelizmente o pessoal não iria sair pois o domingo seria de viagem; eu até estava determinado a ir sozinho, mas deitei-me um pouco sobre a cama e acabei por adormecer; para não falar dos avisos que a Sra. da recepção (a das asneiras lol) me deu, “Olha meu filho, se fosse a ti não saia sozinho”, “O Porto está muito perigoso” e etc., acabei por ser influenciado e não saí…. Ohhh!!!

      Para nao ser maçador e porque nem tudo foi perfeito, amanha conto o resto do fim-de-semana...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:57


A tão esperada carta

por vidanapenumbra, em 13.08.08

 

Sem sombra para duvida, estou a caminhar para a minha autonomia, infelizmente vem tudo um pouco tarde… mas, mais vale tarde que nunca.
Não me posso queixar destes últimos tempos, tem sido realmente um cumprir de alguns objectivos que há muito eram esperados na minha vida. Foi a colónia de férias que adorei (foi como aprender a dar o 1º passo); foi o meu aniversário que foi diferente e muito divertido (o dar valor a quem gosto) e agora a carta de condução (o ser livre).
Fiquei triste porque não passamos os dois (eu e a minha colega), era um misto de alegria com tristeza, não sabia se sorrir ou estar solidário para com ela; optei pela segunda hipótese por uma questão de respeito; mas quando cheguei a casa era só pular de alegria, depois de tanto tempo de espera e finalmente consegui o bilhete para a autonomia.
Para me aproximar dos outros, fazer o que preciso fazer, ir onde quero sem esperar por boleias e favores.
Acredito que agora irei ganhar a experiência da estrada, porque se antes tinha sempre alguém ao lado, que a qualquer momento carregava no travão, agora serei eu que tomarei as consequências de uma boa ou má condução.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:51


Bebé especial

por vidanapenumbra, em 10.08.08

 

       Hoje é daqueles dias em que me apetece dizer “sou especial”.
       Foi neste dia (à uns anos atrás hehe) que a minha mãe me deitou ao mundo, e bem sei os sacrifícios que ela tem passado para que nunca nos falte o básico.
       O nosso aniversário é sempre especial, mesmo que passado sozinho com breves memórias, não foi o caso passei o dia 9, a trabalhar e nem me lembrei que a partir das 24h, era bebé. Tinha um jantar dos monitores da colónia de férias e foram eles quem se lembrou.
       Todos nós gostamos de ter ao nosso lado (e em especial neste dia), aqueles que mais gostamos, os amigos, família ou apenas colegas. Infelizmente a família não pôde estar presente (por me encontrar distante deles) e alguns amigos também não, mas estiveram na lembrança os bons momentos e gargalhadas que aqueles que me rodeiam me fizeram dar. Estiveram tão presentes que tive que sair da mesa onde jantávamos e ir a casa de banho, enxugar a lágrima.
       Estava realmente emocionado; por se terem lembrado (do meu dia) e por estar com pessoas que gostam de mim como sou.
       A minha coordenadora preferida (Dra. Rita), consegue sempre fazer com que sinta aquele arrepio que vem por nós acima até verter o pingo de felicidade plena, sempre a surpreender-me. É das poucas pessoas que consegue (esteja onde estiver), fazer-me deitar uma lágrima.
       Eu que nem era para sair, acabei por o fazer e a verdade é que me diverti imenso…
       Enfim um dia que costuma começar e acabar da mesma forma, mas este ano foi diferente e muito bom….

      Finalmente tenho que dizer que adoro os que me rodeiam, fazem me sentir bem e estou-lhes muito grato por isso. Obrigado por fazerem parte do meu pequeno mundo

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:39


Colonia de Ferias

por vidanapenumbra, em 03.08.08

Resolvi marcar uma parte das ferias, passei-as a trabalhar, por opção e necessidade. Necessidade de sair do ambiente de rotina, necessidade de ver amigos que já não via há muito, necessidade de me sentir útil, necessidade de me sentir vivo.

Desde o ano passado que tenho andado a "aprender a andar", e esta era uma oportunidade única de ter um sitio onde "passar os dias de ferias", estar onde gosto, a fazer o que me da muito prazer e ao mesmo tempo muita praia e alto astral e claro... receber uns trocos.

Fui fazer de monitor numa Colónia de Ferias, e como não podia deixar de ser ADOREI; é verdade que desde que trabalho (e já antes), o meu programa de ferias passa por esta experiencia sempre nova, novos monitores; novos miudos, novas actividades e uma coisa que nada paga: a amizade, companheirismo e diversao entre monitores e coordenadores..

Fui elegido o monitor do ano 2008, já merecia e se para uns é apenas um papel e uma eleiçao de uma noite; para mim foi muito importante o reconhecimento; não só por ter sido muito renhida a votaçao, como tambem por todos os monitores serem extremamente competentes e não poder haver aso a distraçoes (o que fez com que não pensasse em muitas coisas qe me atormentam).

O movimento daquela colonia e a agitaçao,, o carinho que se deu e recebeu, os sorrisos com tao pouco, o fazer com que as ferias fossem inesqueciveis e muito gratificante tanto para eles como para nós monitores, foi de facto espectacular.

Eles não podiam ter momentos mortos, era necessario actividades, e puxar pela cabeça 1001 coisas para os entreter: barra do lenço, jogo do barulho e silencio (uma palma ir para o quadrado do silencio e duas, para a casa do barulho e gritar e mexer), construçoes na areia, ir aos rochedos, torneio de futebol, fazer festa da reciclagem, fazer um noite dedicada ao branco, e muitas outras; entre nós brincadeiras de prache aos mais novos, sal na sopa, cama com arroz, fazer a apresentaçao do " Dr. Afonsinho", que era um boneco e po-lo nos sitios mais inesperados, a nova coordenadora foi em cima da porta 2baloes de agua e o nosso boneco no chuveiro a sra ia tendo uma coisa ao abrir a porta e levar com os baloes em cima e depois já de toalha pronta para tomar banho se da com "alguem" na casa de banho.... bem o delirio. O engraçado, é que era tao inesperado porque ninguem tinha acesso aos quartos a não ser os proprios e as funcionarias, e derrepente esta tudo normal e seguimos a rotina e levar com baloes, encontrar estranhos no nosso quarto, regressarmos do cafe e levar com baldes e mangueiradas de agua, irmo-nos deitar e ter a cama com qualquer coisa, ou como me aconteceu a mim ficar sem boxer's e meias e ter que pedir emprestado, porque ninguem se descaía e ninguem sabia de nada. e afinal todos sabiam excepto a pessoa envolvida, claro que eram tudo brincadeiras inofencivas, era apenas para ver as nossas reacçoes

Que posso eu dizer.... ADOREI... ADOREI

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:37


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D

subscrever feeds