Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Dedicatória ao meu Pai

por vidanapenumbra, em 19.03.11

 

A vida levou-nos a caminhos diferentes,

fazendo-te tomar decisões dificeis;

incluindo procurar longe novos rumos

A vida encarregou-se de me levar para longe

de ti, da mãe, dos meus irmãos

Um caminho que escolhi, na maioria das vezes

com sorrisos que às vezes são atropelados por lágrimas da falta que sinto não vos ter perto de mim.

A distancia fez-me perceber o quanto a minha vida depende de ti

Mesmo sem telefonar, sei que estás bem algures

Sei k nunca verás isto, pois da ultima vez que falamos estavas a ficar cego,

mas independentemente de opções que tomámos na vida e nos afastaram quero que saibas

que te AMO muito, como se estivessemos todos os dias juntos.

Estamos distantes, mas unidos pela vida; pelo sangue e pelo amor que está dentro de nós

ADORO-TE PAI

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 03:06


O meu Pai está de volta...

por vidanapenumbra, em 01.09.08

      Hoje o meu pai fez anos…

      Talvez para muitos é uma coisa normal, e sem importância, mas para mim hoje foi como acenar a bandeira branca e dizer “o passado ficou lá atrás”.

      Não posso dizer que os meus pais são um exemplo a seguir porque se aos poucos vou “montando o meu castelo”, a mim o devo. Lutando pela vida, passando por muito e estando longe da família para conseguir objectivos.

      Há muitos anos, que não via o meu pai, nem sabia onde estava ou o que fazia. O ano passado coincidência ou não; eu e o meu pai ficamos doentes, o meu pai teve um AVC e no que me toca a mim prefiro não falar.

      Já muitos anos haviam passado desde a última vez que estivemos juntos…

      Ele deu o primeiro passo para a reconciliação, esteve em Lisboa na altura do natal com os filhos e ex-mulher, bem sei que lhe custou ficar longe da sua terra e nova família (esposa e enteada), ainda por cima numa altura como essa.

      Como se costuma dizer “quando um não quer dois não dançam” e hoje dei eu o passo que faltava tentei ligar-lhe à 1h para lhe dar os parabéns, infelizmente não consegui, mas mandei uma mensagem escrita:

       “Olá pai, tentei ligar ontem a 1h para o 96 e este. Como não consegui… Sei k não é a mesma coisa que estar ai, mas conta a intenção. Muitos PARABÉNS, do teu filho k apesar de não estar presente se lembra mts vezes de ti. Obrigado por estares d volta a nossa vida.”

      A verdade é que enquanto escrevia e relia a mensagem, as lágrimas caiam; (ando a ficar muito lamechas) mas, eram tantos sentimentos misturados que me deu para isso. A saudade, o facto de estar em contacto com o meu pai, o relembrar o passado e as vezes que enquanto puto não lhe dava o devido valor.

      Só posso dizer que sentimentalista ou não, parece que tenho um Deus que me põe a mão em cima e me protege ajudando-me a seguir o caminho correcto, e a ter todas estas ultimas alegrias.

Como disse na mensagem:

Obrigado pai por estares de volta a nossa vida.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 21:35


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D

subscrever feeds